O café é uma paixão nacional, mas não é uma unanimidade. Há quem ame, há quem deteste e há quem o considere um mal necessário. Eu já passei por todas essas fases, e hoje posso dizer que amo um cafezinho, embora não possa tomar com a frequência que eu gostaria.

Pessoas tomam café por diferentes motivos, e eu estava refletindo sobre isso hoje [enquanto tomava um café!]. E que motivos seriam esses?

*Café para acordar de manhã. Há quem diga que seu dia só começa depois de uma xícara de café, e que antes disso é como se ainda estivesse dormindo, só que em pé. Você pode aproveitar esse café para se queixar do dia que está começando ou ~ muito melhor, na minha opinião ~ agradecer por mais um dia e estabelecer seus propósitos para as próximas horas!

*Café para dar uma pausa no trabalho chato. Que o digam as rodinhas de conversa nas copas de escritórios por aí! Trabalho maçante, pressão por resultados, cliente difícil exigindo mudanças sem fim nos projetos, chefe de mau humor… Só o café salva! Cuidado para esse momento do cafezinho não ser também o momento de reclamações. Queixas não nos tiram do lugar ~ pelo contrário, só aumentam o buraco onde estamos. Um excelente uso para a pausa do cafezinho pode ser buscar com seus colegas soluções inovadoras para os problemas que enfrentam. Que tal?

*Café para encontrar um amigo. Coisa boa é aliar afeto, conversas sobre tudo e nada e um café fresquinho e cheiroso! Esses momentos deveriam ser prioridade nas agendas das pessoas, não acha? Eu e minha irmã temos o privilégio de trabalharmos próximo uma à outra, e uma vez por semana combinamos um café para bater papo no meio da tarde. Às vezes a conversa é profunda, cheia de questões existenciais. Em outras é tão rasa quanto o pires que acompanha a xícara de café, mas isso não tem a menor importância, porque a gente sabe que no fundo aquele café está nos conectando ~ por diversos pontos ~!

*Café para sacudir e continuar o dia. Esse é aquele café no meio da tarde, quando você já está cansada mas ainda tem muito o que fazer. É uma injeção de ânimo, como uma boa respirada. Esse geralmente é o meu café. Parar o que estou fazendo ~ e que não está rendendo por causa do cansaço ~, passar um café, tomar uma xícara sem açúcar. Ah, que delícia! Posso encarar qualquer desafio depois desse café!

*Café para agradar a avó, ou a tia ou aquela pessoa a quem você foi visitar. Aqui em Minas café é sinônimo de afeto e boa educação. É raro fazer uma visita sem que a pessoa te ofereça um café. “Vou passar um café fresquinho pra gente, você toma?” E se você hesitar, certamente vai ouvir: “Ah, não! Num instantinho eu passo! Tem um bolo aqui que tá uma delícia!” É bom que você aceite: esse café é feito de água, grãos torrados e moídos, e amor. E quem é que recusa amor quentinho, né?

*Café para contemplar e ter um momento só seu. Pegar uma caneca linda, passar um café bem cheiroso, sentar no sofá e olhar para o tempo. Pensar na vida, fazer planos. Conversar mentalmente com quem você ama, escutar uma boa música, ler um livro envolvente. Escrever à mão, fazer artesanato. Acariciar os próprios cabelos, chamegar o gato ou cachorro. Estar inteira. Estar presente.

Café é conexão, é pausa, é recomeço, é afeto.

Qual é sua relação com o café?

 

Imagem: Pexels

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *