Tag: Pequenas Alegrias

Um café, por favor!

O café é uma paixão nacional, mas não é uma unanimidade. Há quem ame, há quem deteste e há quem o considere um mal necessário. Eu já passei por todas essas fases, e hoje posso dizer que amo um cafezinho, embora não possa tomar com a frequência que eu gostaria.

Pessoas tomam café por diferentes motivos, e eu estava refletindo sobre isso hoje [enquanto tomava um café!]. E que motivos seriam esses?

*Café para acordar de manhã. Há quem diga que seu dia só começa depois de uma xícara de café, e que antes disso é como se ainda estivesse dormindo, só que em pé. Você pode aproveitar esse café para se queixar do dia que está começando ou ~ muito melhor, na minha opinião ~ agradecer por mais um dia e estabelecer seus propósitos para as próximas horas! (mais…)

A felicidade está nos pequenos detalhes


Eu acredito que a felicidade está nos pequenos detalhes. E não, não estou falando de diamantes! :)

Os dias podem ser maçantes, com seus processos se repetindo sem parar, ou estressantes, com pressão vindo de todos os lados para que sejam gerados mais e melhores resultados. Rotina sem sentido ou a obrigatoriedade da alta performance. 

Penso que é urgente sairmos desse modelo, e até falei sobre isso recentemente em outro post. No entanto, enquanto não conseguimos romper com o modelo atual de produção, podemos trazer para o dia a dia pequenos momentos de alegria, leveza, sabor.

Em frente ao meu prédio há um pé de amora. Amora nunca foi minha fruta preferida, e para falar a verdade eu mal me lembrava da existência dela no maravilhoso mundo das frutas. Mas parece que agora é época de amoras, e a amoreira da minha rua está dando frutos! Não está carregada ~ há poucas frutas maduras disponíveis a cada dia. Mas é exatamente esse detalhe que traz leveza e divertimento aos meus dias. (mais…)

Você tem tido tempo para viver?

Eu faço grandes críticas ao volume excessivo de trabalho ao qual somos submetidos atualmente. A maior parte das ocupações exige dedicação de no mínimo 40 horas semanais, e tecnologias como internet de amplo acesso e smartphone sempre na mão ampliam ainda mais o alcance do trabalho sobre nossas vidas. É possível trabalhar o tempo todo se não impusermos alguns limites.

Eu amo meu trabalho. Mas eu não sou só uma trabalhadora.

Todas as vezes que permiti que o trabalho ocupasse tempo demais acabei por sentir que me faltava vida. Para mim não havia nada pior que chegar do trabalho, comer, tomar banho e dormir, pois eu sabia que no dia seguinte ia começar a trabalhar logo cedo de novo e sentia que todo o meu tempo estava sendo entregue ao meu empregador. Pensar que milhares de pessoas passam por isso todos os dias me corta o coração e me faz entender um pouco mais porque tantos se envolvem com substâncias psicoativas e comportamentos compulsivos. É a esquiva de uma vida limitada. (mais…)

Toda forma de amor

O amor sem palavras no sorriso banguela daquele que aprende pouco a pouco que quando você diz que vai voltar você volta mesmo.

O amor na doação do seu tempo, do seu dinheiro, do seu trabalho, do seu talento, da sua atenção, da sua intenção [tudo junto ou só um deles] a alguém que se vê privado do básico para se ter alguma paz interior.

O amor puro e fraterno dito décadas depois, mas ainda atual, emocionando a quem diz, quem ouve e quem fica sabendo da história.

O amor em pelos, olhos grandes, ronronar baixinho e aconchego, dado por nada, só porque você existe. (mais…)

A alegria para além do jogo do contente

Você tem consciência de quais são suas alegrias? E como elas se relacionam com seus valores?

Em fevereiro propus (e me propus) a aguçar o olhar sobre as pequenas alegrias que permeiam nossos dias. Eu acredito que cada dia nos brinda com no mínimo um evento, pessoa ou coisa que nos gere uma sensação de estar vivendo exatamente aquilo que merecemos viver. Basta que estejamos atentos a esses presentes. Ao presente!

butterfly

Ao longo do mês acompanhei as postagens de algumas pessoas que aderiram ao Movimento Pequenas Alegrias, e me senti muito feliz ao vê-las valorizarem os pequenos eventos, os afetos, as atitudes (próprias ou dos outros para com elas). Mais ainda, me alegrou ao ler os depoimentos delas sobre como atentar às pequenas alegrias diárias alterou seus dias positivamente e as ajudou a passar por situações difíceis. Isso vai muito mais além do que simplesmente fazer o jogo do contente, pois não fecha os olhos para os problemas, mas sim encontra neles um sentido dentro de um contexto que é mais amplo e diverso. Muda a perspectiva. (mais…)

Saber honrar a alegria e a tristeza

Quando observamos o mundo à nossa volta, especialmente os processos naturais, podemos verificar que não há nada que seja imutável. Os budistas nos chamam a atenção para a lei da impermanência com sua incrível frase “Isso também passa”.

Nem sempre é fácil reconhecer que aquilo que enfrentamos hoje como a maior dificuldade de nossas vidas em algum momento vai passar – talvez por não conseguirmos saber exatamente quando. Da mesma maneira, pensar que um momento de extrema felicidade também vai passar pode não ser lá muito agradável, afinal, quem quer deixar de ser feliz?

yin yang2

Os ciclos da vida são, no entanto, inegáveis. Ora estamos lá em cima, ora lá embaixo. (mais…)

Editorial de Fevereiro/2016

O tema do mês aqui no blog está bem alinhado com o clima de carnaval: Alegria!

Já gostei muito de carnaval, e era realmente tomada de alegria ao ouvir o batuque da bateria de uma escola de samba ou do atabaque de um bom {e velho} axé. E apesar de estar atualmente numa fase mais quietinha, preparando o ninho para o meu filhote, não estou alheia à alegre vibração de grande parte das pessoas nessa época do ano!

joy-photo

O que é a alegria? A alegria é um estado de contentamento, satisfação ou prazer, e como um estado, é passageira. É uma das emoções positivas que compõem a felicidade, juntamente com a serenidade, a curiosidade, o interesse, a vitalidade, o entusiasmo, o vigor, a excitação e o orgulho. Claro, uma pessoa feliz experimenta emoções negativas (medo, raiva, tristeza, ciúme), mas as emoções positivas são mais frequentes em seu cotidiano. (mais…)