Como tudo nos compõe e nos transforma e nos possibilita transformarmos o mundo à nossa volta, sermos gratos por cada evento em nossa vida é reconhecermos essa influência mútua e essa ligação nós-mundo-nós. É parar de lutar de modo improdutivo contra a realidade e olhar para ela de forma mais compreensiva, generosa e empoderada.

Milagre

Talvez você se pegue, vez por outra, duvidando dos efeitos que a gratidão pode ter na vida de uma pessoa. Fica achando que esse papo de gratidão é viagem demais, coisa de gente mística, espiritualista, new age, alienada. Mas prática da gratidão não está necessariamente ligada a ter uma visão mística ou mágica sobre a vida. Não é preciso nem mesmo ter uma religião ou uma crença em qualquer força, ser ou entidade supostamente responsável pelos eventos que nos acometem. Você sabia disso?

Eu me arriscaria dizer que a prática da gratidão, em essência, é a prática de reconhecer e valorizar aquilo que é. Sem maiores explicações, questionamentos ou teorias. Estar conectado ao momento presente e desfrutar do que está ocorrendo agora, independente de ser diferente do que se esperava ou se desejava.

Não é preciso ser budista para se ter a noção de impermanência. A constatação de que o passado já aconteceu, o futuro ainda não existe, e que só o que é real é o presente. O que sou hoje é o produto do que já experimentei, do que fui, de onde estive, dos significados que dei para cada conjunto de eventos que me afetou de alguma maneira. E como, por meio das palavras e de novas vivências, posso refazer essas relações de significado, também o passado e também quem sou hoje estão sujeitos a mudança. Por conseguinte, também o futuro pode se alterar.

Uau! Parece confuso, não é? Mas se alguma vez você já experimentou olhar para um evento da sua própria vida em perspectiva (de longe), certamente se pegou pensando ~ainda bem que tal coisa não aconteceu como eu queria na época~ ou até ~como foi boa aquela mudança inesperada de rota na minha vida~. Confere? Como tudo nos compõe e nos transforma e nos possibilita transformarmos o mundo à nossa volta, sermos gratos por cada evento em nossa vida é reconhecermos essa influência mútua e essa ligação nós-mundo-nós. É parar de lutar de modo improdutivo contra a realidade e olhar para ela de forma mais compreensiva, generosa e empoderada. É deixar de lado por alguns instantes os julgamentos, já que nenhum evento é, em si mesmo, bom ou ruim.

Hoje é o dia mundial da gratidão. Eu te convido a praticar esse olhar realista para sua própria vida, para os eventos que compuseram o seu dia. Seja grato. Seja grata. No mínimo você teve a chance de respirar hoje e aprender um pouco mais sobre como viver nesse mundo, a chance de ser uma pessoa melhor, de não continuar cometendo os erros que já conhece, de re-significar sua vida, de ter um agora mais pleno.

Não há milagres. Ou só há milagres. Para mim, qualquer dessas alternativas é maravilhosa! E para você?

**Este é o mês da gratidão no Viva Com Sentido. Desde o dia 10 de setembro estamos unidos no movimento 21 Dias de Gratidão. A ideia é registrar diariamente ao menos um evento-coisa-pessoa-sentimento-situação [qualquer um] pelo qual você é grato. Estamos publicando nas redes sociais [Facebook e Instagram] com as hashtags #21diasdegratidão #vivacomsentido , e é muito contagiante acompanhar as pessoas observando suas próprias vidas e destacando o que há de bonito nelas. Acompanhe também, e se quiser postar não se esqueça das hashtags, assim todos podemos mergulhar na mesma onda de gratidão!

Imagem: Pexels

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *