A organização pessoal é uma maneira de trazer ordem de fora para dentro.

Ao estabelecer horários ou momentos para se dedicar a cada aspecto de sua vida, você escolhe, deliberadamente, ser protagonista da situação. Não mais age porque o prazo está estourado, porque grandes punições virão ou porque é o que todos estão fazendo. Da mesma maneira, também não é mais escrava da ansiedade, da culpa ou da vergonha. Age porque entende que é o melhor a fazer por si mesma.

desk-notebook-office-grey

Organizar-se é paradoxal: colocam-se regras para que o natural flua. ~ Organicamente ~. A rotina dá parâmetros, sinaliza o início e o fim de um período, como as margens de uma folha de papel. O que será expresso nessa folha (nesse período) pode ser absolutamente criativo, original, intenso.

Organizar seus dias, seus projetos, sua vida, é como lavar e guardar toda a louça que está na pia antes de iniciar o preparo do alimento. Retiram-se os excessos, removem-se as impurezas e mantém-se somente o que é importante para que a alquimia aconteça.

Organizar-se é dispor a si mesma recursos para se transformar em sua melhor versão, para expressar o que há de mais puro e precioso em si.

Confira os 10 pilares da organização pessoal com propósito:

1 . Conheça a si mesma. É preciso que se saiba bem (ou ao menos se tenha um esboço) quem se é. Aquela melhor parte de você que está apenas esperando um caminho livre para trilhar uma jornada linda. Sabendo quem você é de verdade – seus valores, suas aspirações mais genuínas – começa-se a ser possível o estabelecimento de metas, objetivos, projetos e ações.

2 . Produza as próprias regras, somente as que sejam úteis para seu crescimento, ainda que te imponham algum esforço. Não queira se tornar um burocrata, alguém que age porque “quando cheguei já era assim que faziam”. Questione. Questione-se. E siga obstinadamente o que for bom.

3 . Não espere pela perfeição. Nenhuma condição será perfeita para que você possa começar. O mínimo pode ser suficiente, aos poucos você vai ajeitando tudo.

4 . Conte com os imprevistos, e não se desestabilize por muito tempo quando eles ocorrerem. Acerte o prumo quão rápido seja possível.

5 . Vislumbre onde quer chegar. Permita-se experimentar o brilho nos olhos de quem sabe para onde está indo e porquê.

6 . Aja. Seu tempo é agora. Faça já o que pode ser feito e que vai construir o que almeja. Grandes transformações se fazem com pequenas – e consistentes – ações.

7 . Persista. A falta de resultados visíveis e imediatos não é o mesmo que a ausência total de resultados. A organização pessoal é um processo que leva tempo para ser consolidado e precisa de ações constantes até que se automatize. A constância vai te beneficiar.

8 . Aprenda com os erros. Eles te ensinam o que não repetir, ou a que aspectos do seu comportamento ou do ambiente você deve ficar mais atenta nas próximas vezes.

9 . Valorize as conquistas, por menores que sejam. Elas sinalizam o que está funcionando, além de gerar motivação para seguir e boas sensações.

10 . Revise. Você já não é o mesmo mais e pode ser que alguns projetos já não façam mais sentido, ou já tenham sido concluídos. Ou ainda, pode ser que novas situações se coloquem e você queira mudar de rumo ou realinhar suas estratégias. A revisão também ajuda a reavivar alguns projetos que estavam meio esquecidos por você.

Lembre-se sempre: permita-se criar {criar-se} dentro dos limites da organização e surpreenda-se com a riqueza que virá à tona! Desfrute!

Imagem: Pexels

Psiu: Quer aprender a se organizar melhor sem perder de vista quem você é e o que você busca da vida? Participe do Workshop Organização Pessoal com Propósito. Me conte sobre seu interesse no email vivian.marchezini@vivacomsentido.com.br . Assim que eu abrir as inscrições te aviso! Assinante do Viva com Sentido tem vantagens! Se não é assinante ainda, assine! ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *