Dia 21 de setembro é o dia mundial da Gratidão. A data já seria motivo suficiente para dedicar as postagens do mês a esse tema, mas ele se torna ainda mais importante quando paro e reflito sobre as correlações entre gratidão e felicidade.

editorial de setembro 2015

Escrevo este post às 4h da manhã da terça-feira pós-feriadão. A insônia chegou com a chuva, o calor da noite desse inverno quase primavera [o que será do verão??] e os pernilongos, e ficou por aqui. Já houve época em que eu rolaria de um lado para o outro da cama, brigando com a falta de sono, preocupada com o trabalho do dia seguinte e em como estaria minha disposição e minhas olheiras. Mas hoje reclamei comigo mesma por alguns segundos e, depois de esperar um pouco para ver se o sono voltava, decidi agradecer e me levantar. “Ótima oportunidade para escrever!” Amanhã vejo como será.

Esse é um exemplo simples e imediato de como a atitude de gratidão pode alterar nosso estado emocional momentaneamente. Eu poderia estar irritada com a falta de sono, com o calor ou com os mosquitos mas a gratidão transforma o sentido disso tudo – de negativo para positivo. Não é interessante?

Eu confesso que não consigo ser grata sempre e nem tão rapidamente assim. Gratidão é uma questão de prática, de um exercício diário. É como aprender a manter uma postura corporal alinhada: é preciso que de tempos em tempos você mesmo ou alguém te dê o comando “endireite suas costas, Vívian”. No começo é difícil, meio artificial, você sente falta da velha postura inconsciente. Mas com o tempo vai sentindo os efeitos positivos da nova postura e consegue perceber mais facilmente quando está curvado [ou pouco grato aos eventos da vida] e logo retoma a postura que te alinha, te reequilibra e te dá graça.

É por isso que de tempos em tempos eu solto por aí [e aqui comigo mesma] a pergunta: pelo que você é grato hoje? Ela visa funcionar como um lembrete: ei, pare um pouco, observe seu dia, sua vida, este momento; o que tem que maravilhoso [mesmo que muito, muito simples] ocorrendo? Como você pode transmutar isso que está acontecendo agora em algo que te ajude a ser melhor, a ser mais você mesmo? O que você pode aprender com isso?

Então neste mês de setembro eu te convido a refletir sobre e, principalmente, a praticar a gratidão junto comigo. Será nosso movimento “21 Dias de Gratidão“. Começamos no dia 10/09, e por 21 dias vamos nos exercitar diariamente observando nosso dia e parando uns instantes para agradecer pelo que torna nosso dia ou aquele momento específico importante ou especial. [Muitas vezes o que torna o momento especial é a simplicidade dele, então não espere acontecer algo extraordinário para agradecer! Assim como não espere algo obviamente bom para agradecer: ser grato pelas dificuldades ou problemas é um desafio ainda mais engrandecedor!]

Eu vou postar no instagram e no Facebook minha gratidão diária, e te convido a fazer o mesmo, usando as hashtags #21diasdegratidão e #vivacomsentido para que todos que estiverem conectados com o movimento possam acompanhar e, assim, a gente crie toda uma rede de gratidão. Os efeitos serão incríveis, posso apostar! Você vem comigo? Espero que sim!

Um forte abraço,

Vivi

Imagem: Pexels

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *