Estando você e outra pessoa em risco, de quem você deve cuidar primeiro?

A situação é delicada, e se torna ainda mais difícil se a outra pessoa for ou se mostrar incapaz de cuidar de si mesma sozinha.

As orientações dadas em voos comerciais são bem claras: em caso de pane, máscaras irão cair. Coloque uma máscara em si mesmo e somente depois ajude as pessoas que estiverem a sua volta. Eu costumava achar essa orientação tão egoísta! Tendia a pensar que se a pessoa está minimamente bem, ela precisa sim, cuidar do outro. O outro seria mais importante.

Mas será mesmo?

Dar prioridade ao cuidado do outro pode ser algo bastante generalizado na vida de uma pessoa – e não estar restrito somente a uma situação extrema, como numa pane em um voo. O professor que dá aula quase sem voz, a mãe que prepara a comida estando com febre, a pessoa que se mantém num relacionamento porque o outro vai adoecer se romperem… A felicidade do outro sempre como um princípio, um meio e um fim.

Tudo bem sermos solidários e ajudarmos uns aos outros – o mundo precisa disso cada vez mais! Tudo bem também que a ajuda envolva algum sacrifício – daqueles sacrifícios que expandem nossos limites, nos fazem crescer. Mas o que é complicado é quando vai além do que é saudável para quem presta a ajuda.

Como psicoterapeuta, aprendi que respeitar meus momentos de fraqueza, cansaço, tristeza [sim, psicólogo fica triste!] e até mesmo doença, significa viver coerentemente com o que trabalho com os meus clientes no sentido de auto respeito, autocuidado e auto amor.

Além disso, cuidar de mim mesma quando necessário e deixar ao outro o próprio cuidado significa confiança na capacidade dele de resolver seus próprios problemas e enfrentar as dificuldades da vida.

Tirar o outro do meu centro, e me colocar lá, permitindo que ele também esteja no seu próprio centro. E, caso ele precise mesmo de ajuda, estarei forte o suficiente para oferecer o cuidado que ele merece.

 

Imagem: Pexels

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *